<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

12.7.04

Francesinhos

Em França uma mulher com uma criança de colo foi brutalmente humilhada por cinco jovens que lhe cortaram o cabelo e lhe desenharam suásticas por todo o corpo. Só porque pensaram que a jovem era judia. A agressão ocorreu durante uma viagem de comboio e foi presenciada por dezenas de passageiros que se limitaram a olhar para a cena infame – cobardes, digo eu. É esta a França que se arroga o direito de andar a julgar outros países pela sua conduta em matéria de direitos humanos. Eu até acho uma arrogância moral julgar a história com a vantagem do tempo, mas eu nem invoco a Argélia, a Indochina ou a cobardia colaboracionista durante a II GM, eu denuncio o presente, o dia de hoje. Pátria da liberdade? Presunção e água benta…