<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

26.3.04

Despedaçar as regras [Diário de um revolucionário light]

Ontem fui ao Bar do Botânico tomar o lanchezinho das cinco e meia. Transgressão excepcional se atendermos à minha obstinação diária em oficiar o parco repasto no mais popular BM [Bar das Matemáticas]. No entanto, as opiniões convergiram para o primeiro Bar, mais selecto [porque não uma etnografia dos Bares?], garante de vistas magníficas para o Jardim Botânico, e, há que dizê-lo com frontalidade, paragem onde se prepara a melhor meia de leite do distrito de Coimbra. Nas paredes desadornadas do Bar sobressai um papelucho onde se lê a mítica advertência: “Pagamento no acto da entrega”. Porra, já que o dia era para transgressões não anui à indicação e paguei antes de me entregarem o bolo de arroz e a meia de leite.

Etiquetas: