<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

4.8.09

Passeio Público

(Conhece-te a ti mesmo)

Estamos gratos a Sun Tzu por tantas e tão convenientes citações. “Conhece o teu inimigo”, aconselha o genial estratega no seu livro “A arte da guerra”. Convenhamos, o estribilho é tão frequentado que mais valia não o repetir. Contudo, o ser humano tende a esquecer as verdades mais evidentes. Julgo que não é o caso do Partido Socialista de Coimbra (PS-C). O seu “inimigo” é sobejamente conhecido, tal como as suas fraquezas e as suas qualidades.

Carlos Encarnação oficializou a sua recandidatura à Câmara Municipal de Coimbra (CMC). Era esperado. Apesar do que o ainda presidente da Câmara declarou, em 2005, ao jornal universitário “A Cabra” (que não voltaria a recandidatar-se à presidência da CMC), sempre acreditei que o Partido Social Democrata de Coimbra (PSD-C) e os restantes partidos da coligação (CDS-PP e PPM), e o próprio Encarnação, ambicionassem mais um ciclo de vitória nas autárquicas em Coimbra e, consequentemente, a oportunidade de continuar o seu projecto político para a cidade.

O PS-C conhece, pois, o seu adversário mas durante um período demasiado longo parecia não conhecer-se a si mesmo. Lembramo-nos de Lineu e de outro chavão memorável: “Nosce te ipsum” (conhece-te a ti mesmo). Costuma ajudar. Não obstante, a narrativa da escolha do candidato socialista à CMC alimentou-se durante demasiado tempo de equívocos e actos falhados. As histórias que se foram criando em redor de Henrique Fernandes e Vasco Ribeiro resultam de uma crispação no seio do partido que não abona definitivamente junto dos eleitores. Enfim, águas passadas. Começar de novo nunca fez mal a ninguém.

Álvaro Maia Seco, o candidato oficial do PS-C, tem uma tarefa árdua pela frente. Luta, não só contra o todo-poderoso Carlos Encarnação, mas também contra o tempo perdido e o fraccionamento que inevitavelmente ocorreu entre os socialistas. Com uma carreira centrada no desenvolvimento da cidade de Coimbra, Maia Seco constitui uma alternativa credível à coligação no poder. Não há rochedos inultrapassáveis.

Etiquetas: