<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

3.5.05

Livros

Com alguma detença respondo ao questionário que o Bruno me legou.
1-Não podendo sair do Fahrenheit 451, que livro quereria ser?
Não li o Fahrenheit 451. Mas gostaria de ser o “Moby Dick”.
2- Já alguma vez ficaste perturbado por uma personagem de ficção?

Sim. O “Sueco” Levov e a filha, Merry, inquietaram-me consideravelmente enquanto li “A Pastoral Americana” de Philip Roth. Também Raskolnikov, em “Crime e Castigo” de Dostoiewsky, desassossegou a minha vivência naqueles dias de leitura compulsiva.
3- O último livro que compraste?
Comprei alguns. A saber: “Duelo” de Luís Quintais, “Austerlitz” de W.G. Sebald, “Os cavalos de Abdera” de Leopoldo Lugones; “Sobre literatura e a arte do romance” de Torrente Ballester e “O estrangeiro” de Albert Camus.
4- O último livro que leste?
A noite do oráculo” de Paul Auster.
5- Que livros estás a ler?
“Duelo” de Luís Quintais – o poeta maior da nova geração de autores portugueses –; “Uma visão do mar”, uma colectânea de contos de Dylan Thomas [another great poet] e “Teatro de Sabath” de Philip Roth.
6- Seis livros que levarias para uma ilha deserta?“Diário” de Miguel Torga; “Os Rougon-Macquart, história natural e social de uma família sob o II Império” de Emile Zola; as obras completas de Jorge Luís Borges; “Ulysses” de James Joyce; “Waverley Novels” de Walter Scott e “Flatland” de Edwin Abbott.
7 – Três pessoas a quem vais passar este testemunho e porquê?
Vou impingir o doce testemunho ao Ricardo, à Sara e ao José Pimentel. Por curiosidade e porque sei que posso colher boas sugestões das suas respostas.

Etiquetas: ,