<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

25.11.03

Cobras e automóveis

No National Geographic Channel dizem-me que morrem 30 pessoas por ano mordidas por cobras, no grande continente Austral. Extrapolando, admito que morram 100-120 pessoas por ano, mordidas pelo réptil falaz do Génesis, em todo o mundo.
Surgem-me memórias esparsas, auferidas nas aulas de Paleontologia Humana ou de Biologia do Comportamento, de um facto biológico inegável e reiteradamente comprovado: todos os primatas, incluindo a espécie Homo sapiens, têm um medo instintivo de répteis. Lembro-me ainda que se referia a desadequação deste instinto nos nossos habitats coetâneos. Pois se as cobras e os lagartos (não falo dessa maravilhosa mole humana adepta do grande Sporting) andam evadidos das nossas cidades, apartamentos ou praias, para quê ter medo deles?
E já agora porque é que a evolução não nos dotou de um receio instintivo dos automóveis? Isso sim, dava jeito. Sobretudo num quadrado onde grassa uma guerra civil camuflada.