<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

24.1.07

Arte?! Aquilo é uma cabra com um pneu enfiado pelos cornos abaixo...


[Robert Rauschenberg, Monogram]

Ainda me lembro bem deste enunciado a la burgesso, emitido por indivíduo bem apessoado mas ignaro por consciente opção [esperando que nunca alguém referende a lídima opção de ignorância], numa manhã parisiense de frio e tristeza [melancolia]. É quase certo que provocava os circunstantes. Gosta de se armar aos cucos, cultiva a insciência genética dos antepassados. Mas, apesar do cheiro a ninhos e a feno, conhece bem Alfred Gell. E intimamente soube o que pervagava a mente de Robert Rauschenberg quando este decidiu pintar as trombas de uma cabra daquelas que dão uma lã muito boa, apreciada, e apertar o seu peito com um pneu usado da Michelin. Intimamente soube também que isso não era o que mais importava naquela manhã de lágrimas e incensos.

Rauschenberg em Serralves, a partir de 12 de Outubro.