<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5676375\x26blogName\x3dD%C3%A6dalus\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://daedalus-pt.blogspot.com/\x26vt\x3d-8110302918440701225', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

14.12.06

A realidade imita a literatura

Frei Lourenço
Tu já deves estar familiarizado com estas tristes visitas. Trago notícias da sentença do príncipe.
Romeu
A sentença equivale à pena de morte.
Frei Lourenço
Os seus lábios deixaram cair sentença mais branda: não é a morte do corpo mas o seu desterro...
Romeu
O desterro?! Sede clemente, dizei antes a morte; porque o desterro para mim é mais terrível que a morte! Não digais... desterro.
Frei Lourenço
Tu és expulso dos muros de Verona. Tem paciência. O mundo é vasto e grande.
Romeu
Para fora dos muros de Verona o mundo não existe! Somente existe o purgatório, a tortura, o próprio inferno. Ser exilado daqui é ser expulso do mundo! O exílio do mundo chama-se morte. A expulsão daqui é a morte disfarçada; chamando-lhe desterro, cortais a minha cabeça com um machado de ouro e sorri-vos para o golpe que ma decepa.
[Shakespeare, W. Romeu e Julieta, Acto III, Cena III]